14 de fevereiro de 2014

Quero me vestir de Ti

Por Raphael Brito

Deus escuta meu clamor, são tantas vezes que Te imploro e que Te suplico
Que eu tenho até vergonha de Te chamar outra vez
Mesmo assim, venho aqui despedaçado e quebrantado me entregar a Teus braços
Outra, outra, outra e mais uma vez

Molda-me, reconstrói-me quantas vezes for
A cada modelagem ensina-se algo NOVO, algo DIFERENTE
Não quero que me digas a mesma coisa sempre, EU TENHO QUE APRENDER!
APRENDER COM TEU AMOR!

Eu quero CRESCER a cada derrota, Senhor Deus, ajuda-me!
Eu tenho repetido tantos erros
Tantas atitudes e concupiscências alastram meu simples coração
Vozes belas, porém enganosas, entoam cânticos de derrota em minha vida

Por vezes eu caio nesse buraco escuro, nessa fresta do esconderijo do mal
Essa natureza podre que só reconheço quando estou dentro dela
Insisti em me apresentar banquetes, que por fora, são belíssimos
Mas que, por dentro, sinto náuseas e pavor

Me ensina, me ajuda, me orienta a reconhecer a podridão dessa vida
São poucas as minhas forças, ou melhor, nem mais as tenho
Deus real, mostra-Te a mim, quero ver-Te, falta-me fôlego, falta-me voz
Pai, perdoa-me, refrigera-me, restaura-me

EU SEI, EU TENHO CERTEZA que Tu não me desampararás
Já posso Te sentir, já posso Te ouvir
Fica assim Deus, bem perto de mim
Ajuda-me a reconhecer, ajuda-me a arrancar o MEU EU

Obrigado por me fazer TE enxergar em mim
Antes, eu não tinha noção, antes eu nem sabia quem Tu eras
Mas hoje posso entender o teu propósito
Hoje posso aprender diariamente contigo

EU QUERO O TEU AMOR EM MIM JESUS, EU QUERO O TEU CORAÇÃO AQUI!
Mais revolução

20 de janeiro de 2014

Em prantos... Deleito-me e abraço Jesus!

Por Raphael Brito

Jesus, Papai, meu Papai
Eu ainda não consegui entender. Por que tu me amas tanto assim (?)
Mesmo em meio a tantos pecados e tantas iniquidades
Tu me queres tão bem Jesus

Meu coração inflama diante da tua bondade
Eu não consigo conter o meu choro e minha vergonha diante de Ti Senhor
Ensina-me a andar no teu caminho para sempre
Tu me queres tão bem Jesus

Ajuda-me a entender [SEMPRE] que o único caminho és tu Senhor
Foram tantos os largos e maus caminhos que se abriram para mim
Mas prefiro viver neste caminho estreito de verdadeira e perfeita bondade
Tu me queres tão bem Jesus

Papai, Papai, meu Papai
Minha vida não tem sentido sem Ti Senhor
E mesmo que eu me entristeça e meu coração passe por amarguras
Tu me queres tão bem Jesus

Paizinho faz-me entender que este mundo não é para mim
Estou somente de passagem
O melhor tu tens para me dar na eternidade
Tu me queres tão bem Jesus

Eu não preciso entender, eu não preciso pensar muito
Só preciso sentir e me deleitar em Ti Senhor
Por que perder a paciência com situações tão mínimas (?)
Tu me queres tão bem Jesus

Quando pago a conta do mês, quando estou desempregado
Quando durmo, quando entro no ônibus, quando estudo, quando peco
Tua mão e Teu espírito sustentam meu coração
Tu me queres tão bem Jesus

Peço-te, clamo-te, humilho-me Papai
Declaro que não há outro além de Ti Senhor
E mesmo que eu caia no buraco espinhoso, sempre exaltarei O Teu nome

Tu me queres tão bem Jesus
Mais revolução

11 de dezembro de 2013

Abandone-se

Por Carolina Garcia

É um convite.

Jesus nos convida a deixar que nossas teorias esborrachem-se no chão.

Nos convida a parar de maquinar atalhos para alcançarmos respostas, a abandonar nossa metodologia humana para defrontar-se com uma solução. (João 15.4)

Nos convida a lançarmos fora nossos olhos por vezes incrédulos e aquietar o coração que, em meio as aflições, tende a perder o bom ânimo. (João 14.1)

Nos convida a pisar sobre a entorpecente autocompaixão, ao desprendimento da irreal auto-suficiência. (João 15.5b)

Nos convida também a pedir, buscar e bater a porta incessantemente, pois todo o que pede recebe, todo que busca encontra e todo que bate a porta se abrirá. (Lucas 11.9-10)

Nos convida a buscar primeiramente o Reino dos Céus, sua justiça, as coisas do alto e o mais nos será acrescentado. (Mateus 6.33)

Se o Reino dos Céus é tomado a força (Mateus 11.12), Ele nos convida a lutarmos para alcançá-lo, pois a apatia não é nenhum tipo de imã que o atrai.

Jesus nos convida  a soltarmos as coisas velhas empilhadas no escuro museu de nossa carnalidade. (Efésios 4.22)

Nos convida a dizer sempre "Seja, contudo, feita a Tua vontade, óh Pai" (Mateus 6.10)

É um convite, um convite que, às vezes, insistimos em recusar.
Mais revolução

9 de dezembro de 2013

A cura empoeirada na estante

Por Valdson Almeida

O tédio consome suas horas livres. A correria do dia-a-dia é o motivo das suas desculpas. As redes sociais escravizam seus dedos e mente por horas a fio.E ela continua lá. Empoeiradamente disponível.

Realmente você quer encontrar em Jesus um amigo?
Realmente você quer ser revolucionado pela revolução Dele?
Realmente você quer uma conexão com Criador do universo?
Realmente você quer conhecer e ser curado pelo Amor eternamente constante Dele?
Então retire a Cura da estante, limpe a poeira e mergulhe sem medo nas palavras de Jesus.

Não há outro forma de conhecer Deus.
Não há outra forma de curar o seu coração.
Não há atalhos. Se você realmente deseja conhecer a Deus, tem que deixar o Espírito Santo te guiar através das palavras de vida eterna.

Mergulhe na palavra de Deus, deixe ser envolvido por ela. Não perca tempo não tendo tempo para Ela. Conheça Jesus através dela. Viva cada emoção arrebatadora contida em suas páginas. Desfrute do poder de suas histórias fortemente transformadoras. Permita ter suas algemas do comodismo quebradas pela força do Livro dos livros.

Lâmpada para os meus pés e tua palavra, e luz para o meu caminho. Salmos 119.105

Sem enrolação, leia a bíblia!
Mais revolução

5 de dezembro de 2013

Tu és

Por Wanessa Pimentel.

Nos últimos dias, momentos de auto-análise surgiram de maneira inesperada... Orações apreensivas dentro do coração. Em qualquer lugar, de qualquer jeito... Lá estava minha voz abafada falando com o Dono de TODAS as coisas. Dentro do ônibus, no banho, sentada fazendo algum trabalho, andando na rua, deitada antes de dormir, almoçando... Quanto mais olhava para quem eu era, mas via que precisava Dele. Quanto mais olhava pras minhas falhas, entendia o porquê de me sentir tão fraca e “ineficaz” neste mundo de dores, carente de um Salvador.

Meu coração, tão vazio e sujo, tão escuro e cheio de maldade... Havia passado a noite inteira fazendo perguntas em silêncio, buscando ouvir a Voz que acalma toda e qualquer tempestade. Amanheceu... E como os feixes de sol que entravam pela janela do meu quarto... Assim o Espírito Santo de Deus tocava meu coração e me mostrava... Que em meio às nossas trevas ELE é a poderosa luz (Salmo 18:28), a Estrela da manhã que escolheu habitar dentro de nós (Apocalipse 22:16). Ele me mostrava que sozinhos não conseguimos nada, mas NELE podemos todas as coisas (Filipenses 4:13)! Que nossas palavras são vazias, mas ELE possui as palavras de Vida Eterna (João 6:68)! Que somos ineficazes agindo pelas nossas próprias forças, mas ELE é quem nos cinge com Sua gloriosa força e não permite que nossos pés vacilem (Salmos 66:9) e nos faz mais do que vencedores (Romanos 8:37)!

“Tu, SENHOR, és a minha lâmpada; o SENHOR derrama luz nas minhas trevas” 2 Samuel 22:29.
Doce e linda estrela da manhã...

Jesus, Nós Te amamos
Mais revolução

4 de dezembro de 2013

Tudo fora do PÃO DA VIDA é MORTE

Por Carolina Garcia

Porque o pão de Deus é o que desce do céu e dá vida ao mundo. João 6.33

Através de uma singela e linda metáfora Jesus Cristo afirma que Ele é o Pão da Vida e não temos vida em nós mesmos (João 6.53): fora dEle o propósito de nossa existência inexiste.

No Evangelho de João 6.26 Jesus revela a real intenção da multidão ao buscá-lo:
“A verdade é que vocês estão me procurando, não porque viram os sinais miraculosos, mas porque comeram os pães e ficaram satisfeitos.”
Neste trecho Ele se refere aos pães multiplicados anteriormente. Pense que tais são símbolos de coisas terrenas e transitórias pelas quais nossa carne é faminta. Este pão proporciona aos seus consumidores uma sensação de saciedade por alguns momentos, mas depois se mostram incapazes de satisfazê-los e estes, novamente esfomeados, procuram o mesmo alimento. Eis os insaciáveis.

Então, novamente exalando sabedoria divina, Ele diz:
Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela que subsiste para a vida eterna, a qual o Filho do Homem lhes dará; porque Deus, o Pai, o confirmou com o seu selo. João 6.27

Ao recebermos a vida que provém de Cristo exterminamos a ânsia carnal por algo efêmero e imundo. A vida com a qual Ele nos presenteia promove automaticamente o desejo de viver para eternidade.

Vivamos pelo Pão da Vida, para o Pão da Vida, no Pão da vida.

“(...) E é apenas vivendo para Ele que encontraremos nosso propósito”.

Ele é o UNICO PÃO QUE DÁ VIDA, não faça de outro seu sustento.
No mundo estão expostos incontáveis pães confeitados, recheados e prontos para serem tragados...
Pão da mentira: Apenas R$ omissão da verdade
Pão do ódio: Aproveite R$ extinção o amor
Pão da pornografia, da cegueira espiritual. Enfim, incontáveis, tóxicos e, por vezes, fatais.

Que estes não sejam alvos de nossas mãos, pois, a tentativa de saciar a fome nos deleites carnais, nos pães do pecado e da morte é falível.

Jesus diz: Eu sou o pão da vida, sou o motivo do seu respirar e o ÚNICO que pode te saciar. Aceita isso?
Que nossa resposta o faça sorrir.
Mais revolução

3 de dezembro de 2013

Sim, eu aceito.

Por Heula Almeida

Procura-se um Noivo
A sociedade quer se casar.

Reprimida, em cacos, quase destruída, a espera de um noivo!

Ela não quer ser a outra, quer ser a única.

Ter a garantia desse amor em uma aliança, quer demonstrações de que esse amor será eterno.

Jesus Leu esse classificado em cada coração, E se apaixonou, Profundamente.

Foi por você, só por você que Jesus carregou uma única cruz, mas com o peso de toda a humanidade sobre ela, a cruz não era só pesada, era injusta, imprópria.

Foi para que você usasse uma coroa de rei e rainha que ele permitiu que colocassem uma coroa de espinhos em sua cabeça,
Ele ofereceu as mais lindas rosas quando apanhou indignamente .
Ele bebeu o cálice da amargura quando teve sede, só por que não queria desistir de você,
E em silêncio suportou cada dor até o fim... E essa sem Dúvida foi à maior e sincera declaração de amor que você já ganhou,
Ele demonstrou que viver por quem se ama é amar, mais morrer por quem amamos, é necessariamente amar Muito. se todos aceitassem o amor de Jesus, não mendigariam qualquer amor por ai.
Ele escolheu amar você, e na lista de convidados para festa no céu você é a principal.

Só existiu um Noivo, porque iria existir uma Noiva,
A data do casamento já foi marcada, Ele virá e vem buscar você
E o tão somente “ felizes” para sempre, existirá!
Mais revolução

28 de novembro de 2013

Fé em frente!

Por Heula Almeida

Qual é o caminho que os pássaros trilham? Não há placas no céu!

Diferente do homem que precisa vê, as aves imaginam e criam suas próprias sinalizações e chegam onde querem sem a necessidade nenhuma de visualizar as rotas do caminho!

Você consegue enxergar o seu destino? Há placas na terra!

E com tantas delas, a viagem chega a ser confusa, não é? Você conseguiu chegar à avenida principal, e junto com você há tanto movimento, pensamentos lotados, caminhões de desânimos, táxi do desespero... Você faz parte do trafego que congestiona o caminho...

Mais o sinal está aberto! Avance!

O verde do semáforo às vezes nos da à impressão de que está vermelho, e paramos. Mas não só as nossas pernas que param os sentidos também, não se escutam as buzinas e os gritos que nos avisam que já podemos avançar.

Você não está com o tanque vazio, há muita esperança dentro de você e a parada não era obrigatória, você simplesmente parou, por que na verdade não consegue vê nada, além do medo de seguir!
Em qual rua você deixou a sua fé?

É essencial que tenhamos fé, nenhuma viajem é finalizada sem Ela!

Você consegue acreditar na fé?

Não use a desculpa que só acredita naquilo que possa vê, pois a fé é o passaporte que garante sua chegada, a fé não é invisível aos olhos humanos, pois ela está refletida na bagagem que você leva nessa viagem.

você se lembra do que colocou na mala?
Seus sonhos já realizados
suas conquistas alcançadas
sua família salva
suas lutas vencidas
suas orações respondidas
suas dores curadas
suas lembranças eternas

Ter fé move montanhas e te fazer mover é só uma questão de enxergar ela dentro de você!

Prossiga, a viagem continua!
Mais revolução

26 de novembro de 2013

Em busca da rEVOLUÇÃO!

Por Valdson Almeida

Não dá mais pra viver por viver, de ir “empurrando com a barriga”, e varrendo toda a nossa sujeirada de pecados para debaixo do tapete. Não dá mais pra ficar falando apenas da palavra de Deus e da Revolução de Jesus, sem antes viver intensamente essa palavra e essa revolução. Uma palavra que não consiste em letras, mas em vida fluindo dos nossos lábios e atitudes, e uma revolução que não consiste em falsas aparências, mas na busca de transformação á semelhança de Jesus Cristo.

Não podemos desistir de viver com Jesus, não podemos nos entregar aos problemas e as dúvidas quanto ao futuro, não podemos nos conformar com os nossos erros e apenas “ir levando a vida”, não dá. Precisamos buscar uma rEVOLUÇÃO Nele!

Pra alguns tudo isso pode parecer algo estranho, algo tão louco que seja impossível de viver, mas, não é impossível, não é estranho, pois esse é o natural que Jesus quer que vivamos, é essa a vida que precisamos e devemos ter, de comunhão, santidade, intimidade com Ele, não vivendo uma palavra morta, mas sendo vivificados por uma palavra viva, por letras que se transformaram em vida, e por uma vida que tem levado muitos outros assim como nós a encontrar o que nós antes ainda não havíamos encontrado, que é esse amor perfeito e verdadeiro, essa Vida tão cheia de vida, essa paz que mesmo no meio da guerra nos faz descansar, ter tranquilidade e  esperar sem se cansar.

O mundo está cheio de palavra e carente de vida, e todos nós precisamos dessa vida, então vivam! Por favor, vivam! Pelo amor de Deus, vivam! Vivam esse amor, pra que vocês sejam plenos, pra que vocês esperem as promessas de Deus sem se cansar, pra que vocês sejam cheios da vida de Jesus, e transborde dessa vida, pois Ele já disse: “eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente.” João 10:10

Vai lá viver.
Mais revolução

25 de novembro de 2013

As Atitudes de Um Adorador.

Por Filipe de Mello

"Não escondam a Luz de vocês! Deixem que ela brilhe para todos; e que as boas obras de vocês brilhem para serem vistas por todos, de tal maneira que louvem o Pai celeste". Mateus 5:16

Adoramos a Deus todas as vezes que cumprimos o nosso propósito. Dessa forma, toda a criação adora ao Senhor. Uma flor, por exemplo, produz néctar para alimentar um Beija Flor que, ao visitar outra flor, transfere pólen para ela. Repare que o Beija Flor se alimentou e a planta se reproduziu; ambos cumpriram um de seus propósitos; ambos adoraram ao Criador!

Para agirmos de forma natural/espontânea, adorando ao Mestre ao mesmo tempo, devemos considerar o que é correto, aos olhos dEle, de tudo que nós consideramos natural/espontâneo. Os “problemas” começam quando percebemos que a visão de Deus para o que é “correto e natural” não são compreendidas por nós, enquanto somos “homens naturais”.

“Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque para ele são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente”. 1 Coríntios 2:14.

Somente a manifestação do Espírito Santo em nossas vidas pode discernir tudo aquilo que precisamos saber para agradar a Deus, de modo a entendermos o quão natural são os Seus “pensamentos loucos”. Como consequência disso, somos libertos da escravidão do pecado, deixando de amá-lo e, nas vezes que vacilamos, prontamente reconhecemos o erro e nos arrependemos de coração, alcançando a graça de Deus através de nosso Justo Advogado Jesus.

Vamos adorar ao nosso Pai com nossas atitudes? Vamos mostrar que somos diferentes mesmo sem falar coisa alguma? Vamos ter comunhão com nossos irmãos espirituais e amar o nosso próximo? Vamos compartilhar o amor de nosso Irmão Mais Velho (Jesus)?

Não é algo fácil ou rápido de aprender. Mas também não é impossível.

Precisamos nos atentar para TUDO que estamos falando, para só falarmos palavras que edifiquem, e fazer TUDO para a glória dEle, resplandecendo a luz que, por sua graça e misericórdia, nos deu.

“Assim, quer vocês comam, bebam ou façam qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus.” 1 Coríntios 10:31
Mais revolução

22 de novembro de 2013

Faz-me mais grato a Ti, mais grato a Ti

Por Carolina Garcia

Deem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus. 1 Tessalonicenses 5:18

Às vezes adornamos demais nossos problemas. Adornamos no sentido de conceder todo destaque, brilho e lantejoulas a eles e, é exatamente esta atitude que o inimigo deseja que tenhamos.

Ao fixarmos os olhos exclusivamente nos aborrecimentos interditamos a passagem da gratidão, somos incapazes de reconhecer os benefícios que eles nos trarão.

Desprovidos de gratidão nossa dor tornar-se monstruosamente destrutiva.

Sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Romanos 8:28

Quando nosso amor é direcionado a Deus e somos chamados segundo o Seu propósito devemos estar firmados nisso: Tudo coopera para o nosso bem (não confundir com riqueza, glamour & cia.). O desejo do nosso inigualável Pai é exposto neste versículo: “Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de Seu Filho (...)”.

A vontade der Deus é REVOLUCIONAR nosso caráter, nos conceder o caráter de CRISTO, ou seja, precisamos ser repreendidos, corrigidos (mesmo que no momento não parece ser motivo de gozo (Hb 12.11), moldados (Pois nós somos o barro e Ele o Oleiro) e isso ocasiona aflições. Se você está com os pés na rocha nenhuma situação é desnecessária, a dor não é vã.

NADA é capaz de nos separar do AMOR de DEUS, pois TUDO coopera para que os TEUS sonhos sejam concretizados em nossa vida, até nossa dor.

O Espírito Santo te impulsiona a agradecer e adorar em todo tempo. A gratidão é uma sentimento essencial em seu relacionamento com Deus.

“Torne a gratidão sua atitude padrão e você se pegará agradecendo pelos problemas de sua vida.” Max Lucado

Agradeça pelo incomparável sacrifício de amor. 

Agradeça pela inesgotável e preciosa graça. Pelo que Ele é, fez, faz e fará.
Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Isaías 53:5

Diga “OBRIGADA(O)! Não sou digno, mas o Teu amor me surpreendeu novamente”
Diga “OBRIGADA(O) por minha família e amigos, pelos encantos da maravilhosa natureza criada pelas Tuas majestosas mãos”.
Diga “OBRIGADA(O) por meus sofrimentos, pois nestes existe PROPÓSITO!”
Seria uma lista interminável de graças a Deus.

Enfim, EM TUDO DAI GRAÇAS, Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, alegrai-vos. Filipenses 4:4 
Mais revolução

21 de novembro de 2013

Por que devemos orar?

“E aquele que examina os corações sabe qual é a intenção do Espírito (...)” (Romanos 8:27)

Por Ana Paula Filippini

Se Deus sendo Senhor sobre todas as coisas, conhecedor de todos os mistérios, sonda o nosso coração e conhece as nossas intenções, por que, então, precisamos orar e comunicar-lhe o que estamos pensando? Em outras palavras, se Deus já sabe, por que precisamos dizer a Ele com nossas próprias palavras?

Ao longo de nossa caminhada com Deus, somos estimulados a nos fortalecer em oração para estarmos sempre preparados para as guerras espirituais. A oração faz parte da famosa armadura do crente: “Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos” (Efésios 6:18). Se ela é um dos componentes da nossa armadura, significa dizer que, sem ela, estaremos despreparados para as batalhas e, portanto, arriscando a nossa vida espiritual.

Pensando um pouco mais sobre a oração – o nosso canal de comunicação com Deus – tive um flashback. Quis usar a palavra flashback pra não dizer que eu viajei mesmo. Fica mais bonito. Comecei a pensar como estudante de comunicação e me lembrei do meu primeiro ano de faculdade. Para simplificar e não dar um nó na sua cabeça com a chatice das teorias de comunicação, serei breve. Na linguística, existe uma famosa teoria que diz que a linguagem está na natureza do homem, que não a fabricou. Quem formulou a teoria não disse isso, mas para mim e para você certamente é óbvio que a linguagem humana não é fruto da nossa inteligência, mas sim da genialidade de Deus. Ele colocou a linguagem como parte da natureza humana e não foi à toa. Ainda segundo essa definição linguística, é por meio da linguagem que o homem se reconhece como sujeito.

Deus nos fez seres humanos dotados da capacidade de falar, comunicar e interagir. E a maior prova de que Deus, muito antes dos teóricos da comunicação, já havia planejado, desenhado e orquestrado a essência humana como seres comunicadores é a sua PALAVRA. Ele nos deixou um canal direto de comunicação com Ele: a Bíblia Sagrada, a PALAVRA de Deus. Ele nos fez sua imagem e semelhança e, portanto, se ele fala conosco, nós, por sermos semelhantes a Ele, devemos falar com Ele também.

Se o nosso Senhor fez tanta questão de nos deixar a Bíblia como um canal de comunicação direto, o instrumento que alimenta a nossa fé (“De sorte que a fé é pelo ouvir, e ouvir a palavra de Deus” – Romanos 10:17), Ele nos fez dotados da capacidade de nos comunicar também com ele. Se Ele, o criador por excelência, fez-nos dessa forma, o nosso diálogo com ele é de suma importância. Deus não quer falar sozinho conosco, não deixou a Bíblia para que fosse um canal unilateral de comunicação. Ele também deseja ouvir a nossa palavra. É por meio dela que nos constituímos seus sujeitos.

Será que você tem sido um sujeito de Deus? Você tem utilizado a genialidade que Deus colocou em você por meio da linguagem para dizer a Ele tudo o que Ele na verdade já sabe? Para dizer a Ele o quanto ele é incrível pelo simples fato de, apesar de ser o Senhor dos senhores, desejar ter um diálogo com você, alguém tão pequeno diante da sua glória? Não é maravilhoso saber que Deus é incrivelmente grande e mesmo assim se importa conosco, seres que viemos do pó? Se você não sabe o que dizer a Ele, comece agradecendo porque ele quer ser seu amigo. Amigos conversam, amigos contam segredos. Ele deixou seus segredos na Bíblia. Já os teus, estão dentro do teu coração. Coloque-os para fora, fale, seja um sujeito perante Deus por meio da sua linguagem. Ele quer te ouvir.
Mais revolução

5 de novembro de 2013

Quando a decepção bate a porta

Por Valdson Almeida

Vamos começar esse texto com 2 fatos.

- Pessoas decepcionam.
- Você decepciona pessoas.

Se atentássemos para esses fatos, a maioria dos nossos problemas com as outras pessoas seriam enfrentados de forma mais equilibrada e resolvidos em menor tempo. Mas parece que às vezes gostamos de cultivar aquele rancor. Aparentemente preferimos mexer (e machucar mais ainda) no nosso orgulho ferido, em vez de buscar a cura dele. Negamos o perdão, para quem sabe, de alguma forma fazer com que o outro sofra e pague pelo mal que nos fez.

Mas e ai? De que adianta? O que isso acrescente de crescimento e de bom na nossa caminhada?

Somos seres essencialmente relacionais, tanto que o isolamento gera sempre algum desequilíbrio em menor ou maior grau. E justamente por sermos relacionais, é que vamos nos decepcionar com as pessoas e as pessoas com a gente. Em uma análise mais profunda, a decepção tem mais a ver com as expectativas cridas em relação a uma pessoa ou a um grupo de pessoas, do que realmente com o que essa pessoa ou pessoas fizeram. É um problema de mão dupla, mas que depende pelo menos do posicionamento correto de apenas uma parte, pois "Se for possível, quanto estiver em vós, esteja paz com todos as pessoas." Romanos 12:18

Jesus teve dois amigos que o “decepcionaram”.

Um foi Pedro que o negou e outro foi Judas que o traiu.  

E qual foi a reação de Jesus? Ele ficou disponível aos dois, mas enquanto um voltou atrás e se desculpou, o outro não teve a mesma atitude e se suicidou. Não estou querendo ser dramático e dizer que isso pode acontecer literalmente na sua vida, mas o principio é o mesmo. As pessoas quando te decepcionam, te machucam ou te traem, podem fazer apenas duas coisas, ou se arrependem e te pedem perdão, ou elas vão morrendo diariamente envenenas pelo rancor. O mesmo processo serve para você também, quando decepciona, machuca ou trai alguém.

O segredo é sempre estar disposto a perdoar, e perdoar não é esquecer (até por que perdão não causa amnésia), perdoar é soltar as correntes de rancor do seu coração e deixar quem te machucou/decepcionou livre, e automaticamente libertar-se.

Então, não retenha o perdão,
não afaste o próximo,
não se perca de você,
não deixe de viver.
Mais revolução

4 de novembro de 2013

O Amor me chama

Por Valdson Almeida

O Amor te chama,
O Amor te ama
E diz:
Sou Pai, sou Mãe, sou Cristo.
Então vai em paz, mas fica comigo.
Vai com fé, sem ré.
Deixa essa mascara cair, porque eu já te levantei.
Deixa a culpa escorrer, pois eu já te lavei.
Deixa-me varrer essa dor, tirar essa poeira da tua alma.
Deixa-me desentulhar o teu coração, desembrulhar o teu presente.
E anda com fé, sem ré,
Pois eu morri para te dar vida, e vida plena.
Eu morri de amor.
Então vem depressa.
Vem correndo.
Vem.
Apenas vem.

Sou Eu, sou teu.
Mais revolução

31 de outubro de 2013

Quebrando a rotina.

Por Valdson Almeida

O relógio marcava por volta de 3 horas da Tarde.
Pedro e João estavam indo juntos ao templo.
Um dia normal.
Quando Pedro e João iam entrando no templo, um carinha que era deficiente físico e mendigava por ali, disse: "Ô patrão... dá um dinheiro aí pra um pobre coitado!".
Eles pararam e Pedro disse: "A gente não tem dinheiro nenhum, mas o que temos pra repartir, vamos te dar. Em nome de Jesus Cristo, levanta agora e anda!” E puxando o sujeito pela mão, ele andou e foi completamente curado. Atos 3.1-7

A rotina foi quebrada. O dia perdeu sua normalidade.

A cada dia que descubro e experimento mais de Jesus através da sua Palavra e do seu Espírito, percebo que fico mais livre de mim mesmo e das vontades egoístas, e mais dentro da verdadeira vida que Ele planejou para mim. Mas às vezes parecemos tão indiferentes a todo plano de Deus, a todo seu amor pela humanidade, pois estamos tão contentes com nossa vida de religião, de trabalho, de festinhas, de estudos e aparências, que nem sabemos o que temos e muito menos quem somos. Desconhecemos nosso propósito.

O texto do começo (Atos 3.1-7) nos mostra algo bem interessante daquilo que define a vida de um discípulo de Jesus Cristo: O que temos e o que somos.

Não tenho ouro nem prata, nada no bolso.

O que determinava quem eles eram, o que determinava/determina a identidade de um discípulo de Jesus não era o que eles podiam ter externamente. Então, não podemos viver baseados em aparências, mas estar íntimos de Jesus e da sua palavra, e deixar que a nova realidade de vida que Ele proporciona, nos invada e faça as aparências caírem.

Não tenho prata nem ouro, estou quebrado agora, não tenho nada no meu bolso agora cara, mas tenho algo que faz parte de mim, que faz parte das minhas entranhas, uma coisa que está ligada a mim, algo que faz parte do meu ser: Cristo em mim e seu poder operando em mim através do sacrifício da cruz e do poder de sua ressurreição, isso eu posso te dar, pois é o que eu tenho, é o que eu sou e que nunca vai esgotar: levanta e anda! levanta e anda! E o carinha andou mesmo.

Isso é o jeito Jesus Revolução de viver, baseado no que somos através Dele, pois se estamos Nele de fato, vamos oferecer aquilo que Jesus ofereceria. Essa é a identidade do discípulo de Jesus. Ele tem tudo interiormente, mesmo não possuindo nada exteriormente. 

Então, Levanta e anda. Quebre a rotina. Ofereça Jesus. Seja Ele.
Mais revolução

29 de outubro de 2013

Vida plena!

Por Wanessa Pimentel

Mas tá, o que são eles?

O que são todos os "problemas" perto de um Deus que pode TODAS AS COISAS?

Tudo isso se reduz a nada, a pó... Quando eu simplesmente paro para analisar que Esse cara que morreu numa cruz por mim, me chama de filha e me ama incondicionalmente, além de Pai é um Deus Soberano que compreende todas as nossas limitações, falhas, fraquezas... Porque Ele mesmo viveu como homem, Ele Mais do que qualquer outra pessoa nos entende e dá valor para tudo que nos aflige. Ele nos compreende, mas também nos faz enxergar quando estamos sendo egoístas e prepotentes. (Eu sou uma palhaça, oi?) Só precisamos sair, aliás, EU preciso sair da minha visão de burro quando empaca, preciso olhar além do meu umbigo e do que eu chamo de "dor" ou "problema", EU preciso enxergar que ao meu redor existem pessoas sedentas por um Jesus, e o que eu tenho falado Dele?

O que eu tenho feito?

Reclamado, reclamado, reclamado... Não tenho parado nem sequer um instantinho para AGRADECER. Estou seca por dentro. Isso não me orgulha, chegar aqui e depositar essa coisa azeda que está entalada na minha goela não trás honra, é uma vergonha, isso sim! Que cristã é essa? Que fé é essa? Que amor é esse? Que alegria é essa? Cadê a gratidão?

Neste exato momento existe alguém definhando em uma cama de hospital, existe um pai de família desesperado pensando em como vai pagar as contas do mês, existe uma galera de pessoas morando em colégios públicos porque perderam suas casas, e quantas outras tristezas e tragédias que podemos realmente chamar de problemas, e eu triste por causa de algo que pode ser resolvido com um pouco de esforço?

Cara, isso tudo que andou me preocupando é LIXO, é NADA, vou lutar feito uma maluca por esse diploma que não vai valer de nada na eternidade, vai ficar aqui na terra. E os frutos eternos? E a gratidão? Gratidão pela Salvação em Cristo Jesus, gratidão por essa vida plena que eu tenho sufocado com o meu egoísmo!!! :'( Caiu a ficha, caros amigos, estou mais vazia que caixote em fim de feira... E meu coração está mais furado que peneira de minerador porque eu não estou deixando as coisas rolarem segundo a vontade Dele, estou sofrendo por antecedência, estou gastando minhas energias em coisas que não valem a pena. É hora de mudar essa minha visão limitada, pela visão de Cristo, e esse meu coração podre, e essas minhas vestes rasgadas... É hora de ser quebrantada, em pedacinhos tão pequenos que SÓ ELE, SOMENTE ELE será capaz de dar forma ao vaso. É hora de chorar, de se humilhar, de reconhecer o quão fraca eu sou sem ELE. É só isso que eu preciso fazer, ser barro na mão Daquele que molda. Será que dessa meleca podre pode sair alguma coisa boa? Só Ele poderá responder. Eu não preciso responder isso... Eu preciso apenas aceitar que dentro dessa minha condição "tosca", e APESAR desse coração defeituoso, precisando de curas e transformações profundas, Ele pode me usar, para alcançar outros. Apesar de mim... Apesar... Porque eu continuarei sendo essa meleca podre, e Ele continuará sendo O DEUS TODO PODEROSO!
Mais revolução

23 de outubro de 2013

Carta de alforria


“(...) Nós, os que morremos para o pecado, como podemos continuar vivendo nele?”

Por Ana Paula Filippini

Recentemente li uma matéria que falava sobre escravidão. O texto buscava mostrar que o cativeiro prende muito mais pessoas do que imaginamos. Quando penso sobre isso, algo tão obsoleto, lembro-me das aulas de história, penso nos navios vindos da África cheios de escravos, penso na sangrenta Guerra de Secessão nos Estados Unidos, enfim, penso no passado. Porém, por meio daquele texto, me dei conta de que a escravidão é uma realidade que ainda assola muitas pessoas. E, pensando nessa grande quantidade de escravos que de fato ainda existe, começo a pensar em uma multidão absurdamente maior do que essa. Uma multidão que vive uma liberdade fantasiosa, de mentira. São escravos sem saber, acredita? Pensam que são livres. E pior: não há nenhuma matéria circulando nos grandes portais da internet ou nas principais emissoras do país alertando esses escravos inconscientes sobre sua lastimável condição.

São escravos porque ninguém ainda lhes contou que alguém já pagou o preço pela sua liberdade. Ou ainda, pior do que isso, são escravos que sabem que um sangue inocente comprou a sua liberdade, mas permanecem anestesiados, paralisados, inertes, sentados em cadeiras dentro de grandes templos e... cegos. Renderam-se ao seu antigo algoz, que permanece segurando as velhas correntes, já enferrujadas pelo tempo. Guardaram a carta de alforria da gaveta do passado, a mesma gaveta que habita o mar do esquecimento, onde todos os pecados já perdoados por Deus são lançados.

Você se encaixa em algum desses perfis? Escravo de desejos que não são capazes de preencher esse enorme vazio dentro do seu coração, que você nem sabe como apareceu ai. Ou então você pertence ao outro grupo, daqueles que, enquanto quem os ama segura as chaves da prisão bem em frente a eles, continuam servindo a um outro deus, escrito com letra minúscula, que aplaude os seus erros e os faz correr em círculos, acreditando que o que Deus requer deles é mais do que eles são capazes de oferecer a Ele.

Deus jamais vai exigir de você algo que você não seja capaz de realizar. Junto com o pedido, ele te dá a capacidade para realizar. “Vá e não peques mais” (João 8:11), disse Jesus a uma adúltera que, segundo a lei defendida pelos fariseus, era digna de morte. Andar em santidade não impossível. Ou melhor, pensando bem, é, sim. É impossível para quem caminha por meio das próprias pernas, para quem não tem carta de alforria, para quem não é redimido, para quem não sepultou o passado, para quem não perdoou a si mesmo, para quem confia na própria força.

Na podridão do nosso ego, do nosso “eu” corrompido pelo pecado, de fato não é possível alcançar as chaves que nos prendem às correntes. Mas aos quem conhecem a cruz ou passam a conhecê-la, tudo é possível. Na força do Senhor, e não na sua, vencer o pecado está totalmente ao seu alcance. Adão pecou, abriu a porta da escravidão para toda a humanidade. A desobediência de um homem foi capaz de fadar todos nós à morte. No entanto, por causa da obediência também de um outro homem, Jesus Cristo, muitos, incluindo você, são e serão feitos justos (Romanos 5:12-20).

“Pois sabemos que o nosso velho homem foi crucificado com ele, para que o corpo do pecado seja destruído, e não mais sejamos escravos do pecado; pois quem morreu, foi justificado do pecado. (...) Portanto, não permitam que o pecado continue dominando seus corpos mortais, fazendo que vocês obedeçam aos seus desejos”. (Romanos 6:6 e 12).

Talvez ninguém nunca tenha te contado que você é escravo. Ninguém nunca te apresentou quem segura as chaves da sua prisão. Ninguém te falou que a cruz é uma declaração de amor e também uma carta de alforria. Ou pode ser que você saiba disso tudo, mas anda por ai olhando para trás, carregando sobre os ombros um fardo pesado demais, acreditando que aquilo que te pediram para fazer é mais do que você é capaz de realizar. Não importa, hoje a liberdade bate na sua porta, pois “(...) Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo (1 João 3:8).

Levante-se, pegue as chaves, desate os nós, tome a carta de alforria e corra para os braços de quem literalmente morreu de amor por você. Você é livre!
Mais revolução

14 de outubro de 2013

Carta de alforria


“(...) Nós, os que morremos para o pecado, como podemos continuar vivendo nele?” (Romanos 6:2)

Por Ana Paula Filippini

Recentemente, li uma matéria que falava sobre escravidão. O texto buscava mostrar que o cativeiro prende muito mais pessoas do que imaginamos. Quando penso sobre isso - algo tão obsoleto - lembro-me das aulas de história, penso nos navios vindos da África cheios de escravos, penso na sangrenta Guerra de Secessão nos Estados Unidos, enfim, penso no passado. Porém, por meio daquele texto, pude notar de que, por incrível que pareça, a escravidão ainda é uma triste realidade que ainda assola muitas pessoas. E, pensando nessa grande quantidade de escravos que de fato ainda existe, começo a pensar em uma multidão absurdamente maior do que essa. Uma multidão que vive uma liberdade fantasiosa. São escravos sem saber, dá para imaginar? Pensam que são livres. E pior: não há nenhuma matéria circulando nos grandes portais da internet ou nas principais emissoras do país alertando esses escravos inconscientes sobre sua lastimável condição.

São escravos, porque ninguém ainda lhes contou que alguém já pagou o preço pela sua liberdade. Ou ainda, pior do que isso, são escravos que sabem que um sangue inocente comprou a sua liberdade, mas permanecem anestesiados, paralisados, inertes, sentados em cadeiras dentro de grandes templos e... cegos. Renderam-se ao seu antigo algoz, que permanece segurando as velhas correntes, já enferrujadas pelo tempo. Guardaram a carta de alforria da gaveta do passado, a mesma gaveta que habita o mar do esquecimento, onde todos os pecados já perdoados por Deus são lançados.

Eles são escravos de desejos os quais não são capazes de preencher o enorme vazio dentro de seu coração. Um vazio que, aliás, sequer sabem como apareceu ali. Mas existe também aquele outro grupo, daqueles que, enquanto quem os ama segura as chaves da prisão bem em frente a eles, continuam servindo a um outro deus, escrito com letra minúscula, que aplaude os seus erros e os faz correr em círculos, acreditando que o que Deus requer deles é mais do que eles são capazes de oferecer a Ele.

Deus jamais vai exigir de você algo que você não seja capaz de realizar. Junto com o pedido, ele te dá a capacidade para realizar. “Vá e não peques mais” (João 8:11), disse Jesus a uma adúltera que, segundo a lei defendida pelos fariseus, era digna de morte. Andar em santidade e retidão não impossível. Ou melhor, pensando bem, é, sim. É impossível para quem caminha por meio das próprias pernas, para quem não tem carta de alforria, para quem não é redimido, para quem não sepultou o passado, para quem não perdoou a si mesmo, para quem confia na própria força.

Na podridão do nosso ego, do nosso “eu” corrompido pelo pecado, de fato não é possível alcançar as chaves que nos prendem às correntes. Mas aos quem conhecem a cruz ou passam a conhecê-la, tudo é possível. Na força do Senhor, e não na sua, vencer o pecado está totalmente ao seu alcance. Adão pecou, abriu a porta da escravidão para toda a humanidade. A desobediência de um homem foi capaz de fadar todos nós à morte. No entanto, por causa da obediência também de um outro homem, Jesus Cristo, muitos, incluindo você, são e serão feitos justos (Romanos 5:12-20).

“Pois sabemos que o nosso velho homem foi crucificado com ele, para que o corpo do pecado seja destruído, e não mais sejamos escravos do pecado; pois quem morreu, foi justificado do pecado. (...) Portanto, não permitam que o pecado continue dominando seus corpos mortais, fazendo que vocês obedeçam aos seus desejos”. (Romanos 6:6 e 12).

Talvez ninguém nunca tenha te contado que você é escravo. Ninguém nunca te apresentou quem segura as chaves da sua prisão. Ninguém te falou que a cruz é uma declaração de amor e também uma carta de alforria. Ou pode ser que você saiba disso tudo, mas anda por ai olhando para trás, carregando sobre os ombros um fardo pesado demais, acreditando que aquilo que te pediram para fazer é mais do que você é capaz de realizar. Não importa, hoje a liberdade bate na sua porta, pois “(...) Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo (1 João 3:8).

Levante-se, pegue as chaves, desate os nós, tome a carta de alforria e corra para os braços de quem literalmente morreu de amor por você. Você é livre!
Mais revolução

9 de outubro de 2013

Estarei aqui

Por Raquel pereira

“Estarei aqui, quando a musica acabar, fica comigo, sou mais que um amigo, alguém para você contar.”

Esse é o trecho de uma musica que gosto bastante, hoje quando voltava do trabalho com os fones no ouvido escutei e começou uma daquelas reflexões loucas que fazemos às vezes a respeito da vida, nos lugares loucos também: Ônibus, chuveiro, antes de dormir. Lembrei-me do período da minha conversação, estranho a maneira como Deus chama nossa atenção, normalmente a galera lembra a conversão em algum louvor especial ou em alguma palavra, eu lembrei escutando uma musica “mundana”. Lembrei que relutei internamente com o fato de “virar crente” e externamente também. Não é fácil até poucos dias você criticar um grupo de pessoas e de repente se ver sendo uma delas e volta e meia vinha aquele versículo na cabeça: “Quem me negar diante os homens negarei diante do Pai”. Eu não queria negar Jesus, mas também não queria dizer que era crente. Resolvi amar a Deus, mas no tempo certo, vi que era nova ainda poxa vida, eu não tinha 17 anos, tinha que curtir a vida, sair para as festas, namorar e etc.

Naquela fase “em cima do muro” sai com uma amiga (estava em fase de conversão junto comigo) fomos a uma festa, musica alta, pessoas novas, diversão. Ficamos totalmente deslocadas. Dançamos mas estava muito calor e chato, resolvemos vir cedo para casa, ao chegar concluímos que aquilo não nos preenchia mais e nos entregamos para Deus.

E onde entra o treco de música nessa história toda?  Lembrei-me da fidelidade de Deus, do grande amor Dele e ver que realmente só o amamos porque Ele nos amou primeiro. “Estarei aqui quando a música acabar” fomos com a intenção de se divertir e a musica acabou, as luzes apagaram, chegamos em casa e Deus estava ali, como um amigo fiel. Que amor é esse? Já pensou combinar algo com uma pessoa que você ama muito e essa pessoa trocar por uma balada? E mais, você ficar o tempo inteiro esperando ela. Mais que um amigo, Deus é alguém que você pode contar.

Talvez a musica que você está esperando acabar para chegar-se a Deus possa não ser propriamente a balada, pode ser um vicio, pode ser um pecado, pode ser uma dor, pode ser uma ferida, pode ser sua vida inteira pela frente ou seus últimos minutos de vida. Não deixe teu amigo esperando, Ele continua aguardando por uma atitude sua e continuará. Eu depois que resolvi andar lado a lado com Cristo nunca fui tão feliz, tão completa e nunca me senti tão amada como sou hoje, simplesmente porque tenho a certeza de que a música que estou vivendo não irá acabar, pelo contrário ela é eterna e me levará junto com Cristo para eternidade. O nome dela é GRAÇA e Deus te ensina a dança-la, a canta-la, a toca-la e não enjoa não, porque ela se renova todas as manhãs. Aproveite, este é o tempo!

“E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos". Mateus 28:20b
Mais revolução

7 de outubro de 2013

Salvos do Monstro

Por Ana Paula Cavalcante

O monstro que vivia em mim, machucava as pessoas que estavam ao meu redor, devorava corações e me causava insensibilidade.
Ele me fazia trair promessas, desistir do amor próprio e do amor ao próximo.
Meus relacionamentos interpessoais não me satisfaziam, e eu precisava de algo para alimentar o meu monstro, pois ele ficava agitado dentro de mim. Ele tinha fome de pecado.

A quem eu estava tentando enganar? O Tempo todo esse monstro era EU mesmo!

Um dia me deparei com a história de Jesus Cristo, o Salvador.
Não sei o que aconteceu, mas o meu Monstro ficou enfurecido, e estranhamente pela primeira vez senti que eu podia ser livre dele. E que eu podia sim dizer aDeus.

Quando a mensagem da cruz entrou em mim, eu senti o meu corpo desfalecer. Senti que eu, o monstro, estava tendo uma oportunidade, uma segunda chance.
Como podia ainda merecer essa Misericordiosa graça, se muitas vezes fechei meu coração?
Fiquei sem voz, sem forças diante de tanto amor.
Senti que eu podia ser perdoada e perdoar aqueles que me machucaram, que não precisava mais me alimentar de pecados, pois o Salvador me dava forças para recusá-los.
Enfim, encontrei a fonte da vida Eterna!

Não terei vergonha de dizer o que eu já fui um dia, pois logo em seguida direi o que Deus fez em minha vida.
Jesus veio e arrancou com a sua poderosa mão o MONSTRO do meu peito e me fez uma Nova Criatura.

Eu te aceito por toda a minha vida Deus.
Mais revolução

1 de outubro de 2013

Reconcilie-se com os seus problemas

Por Valdson Almeida

Os problemas fazem parte do pacote da nossa vida aqui na terra. Ser humano está diretamente ligado a Ter problemas. Uma vez conscientes disso, é preciso ter a atitude certa diante deles, pois será essa atitude que determinará a forma como os problemas influenciarão o curso da minha vida.

Vou ser bem prático e rápido.

- Veja os problemas como oportunidades de amadurecimento e crescimento. Encare-os o mais rápido possível e não fique jogando-os para debaixo do tapete ou entulhando em algum canto da sua mente, pois assumir que o problema existe e que precisa ser tratado é o primeiro passo para solucionar ele.

- Busque direção de Deus em conversas francas com Ele a respeito do seu problema, e busque também na bíblia exemplos de pessoas que enfrentaram os seus problemas com a direção de Deus e os venceram, pois “O temor do Senhor conduz à vida: quem o teme pode descansar em paz, livre de problemas.” Provérbios 19:23, livre não pela ausência dos problemas, mas por não ser escravo deles.

- Trate os problemas como “amigos” de crescimento e de ajuda ao próximo, não como uma desvantagem, crendo que “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, Pai das misericórdias e Deus de toda consolação, que nos consola em todas as nossas tribulações/problemas, para que, com a consolação que recebemos de Deus, possamos consolar os que estão passando por tribulações/problemas.”2 Coríntios 1:3-4

Deus nos chama para dividirmos nossos problemas/cargas com Ele, pois é Ele o mais interessado na solução.
Mais revolução

30 de setembro de 2013

Descendo do salto

Por  Raquel pereira

O que representa o salto alto para uma mulher? Uma rápida pesquisa pode nos trazer diversas respostas. Eu como mulher compartilharei o que representa para mim:

Primeiramente ele disfarça minha altura, sou muito baixa e quando uso salto experimento a sensação de ser alta. Também é sinônimo de elegância e delicadeza, em meu caso uso-o apenas em eventos formais ou no dia que estou inspirada em arrumar-me “melhor”. Porém,  não são poucas as mulheres que o tem como peça fundamental em sua vestimenta diária, estas que trabalham, estudam e pintam o sete nas alturas de seus sapatos tem seu momento de descanso e alívio ao chegarem em casa e descalçarem.

A Bíblia nos fala de um senhor que se descalçou também, Moisés em seu encontro com Deus  recebeu a seguinte ordem: Não te chegues para cá; tira os sapatos dos pés; porque o lugar em que tu estás é terra santa.(Êxodo 3:5). Este foi o momento em que Deus chamou Moisés, mas ao aproximar-se o Senhor ordenou que ele retirasse os sapatos. Moisés recebeu uma grande missão, liderar o povo e direcioná-los até a terra prometida. Sem contar que ele era o porta voz de Deus, o cara que o encontrava todos os dias.

Já parou pra pensar que hoje no tempo da graça temos livre acesso a Deus como Moisés? No nosso quarto, nosso momento de oração a sós com Deus, temos a liberdade de pisar na “terra santa”. De Moisés, Deus exigiu uma atitude, tirar os sapatos e a nós também.

Como assim? Orar descalço?

Não usaria a palavra descalço, usaria despido, é isso mesmo, nu perante Deus.

Pense no sapato como símbolo de toda a imagem que você passa aos outros, talvez um sorriso no momento em que estava morrendo de vontade de desabar no choro, ou uma inveja que fingiu que não ter uma mentira para satisfazer seu ego, aquele pecado que você esconde. Sabe toda essa imagem que montamos diariamente para fazermos as pessoas gostarem de nós? Deus te quer te ver despido de tudo isso.

Ei, desça do salto e coloque seus belos pés no chão gelado, sinta que você não é tão grande quanto imagina ser, tão inabalável quanto suponha, sinta seus pés esfriarem e lembre que precisa de uma proteção. Mas ao mesmo tempo em que tudo isso acontecer, sinta o desafogo do sapato que lhe apertava, sinta o alívio de se despir daquilo que te dói, seja sincero com a única pessoa do mundo que te ama com todos os teus defeitos, alias que já te amou primeiro.
Mais revolução

11 de setembro de 2013

Não acredito no Cristianismo...

Por Valéria Daniluski

Não acredito no Cristianismo parcial, o qual vale ser cristão somente quando lhe é propício.

Não acredito no Cristianismo massante e  opressor, ditado por “líderes” que enganam, humilham e oprimem pessoas.

Não acredito no Cristianismo do egocentrismo e da ganância, pois ELE nos ensinou a sair pra fora e olhar o próximo.

Não acredito no Cristianismo do dinheiro, que rouba e ilude pessoas.

Não acredito no Cristianismo hipócrita, onde se pode julgar tudo e todos, mas estar longe do ideal cobrado.

Não acredito no Cristianismo que “proíbe” pensar, alienando pessoas e transformando-as em religiosas.

Acredito no Cristianismo de pessoas reais, humildes e imperfeitas, que além da sua fé, se esforçam para amar as pessoas como a si mesmas. Que abrem mão de seus próprios valores e limitações pra enxergar pessoas que ninguém vê. Que buscam se tornar melhores pessoas, não somente financeiramente bem-sucedidas. Que buscam a Deus porque O amam e não porque ELE pode conceder-lhes seus desejos. Que vivem o quê dizem e dizem a Verdade. Que dizem o quê vivem e vivem a Verdade.
Mais revolução

6 de setembro de 2013

Ouve-me

Por Jé Ribeiro

Primeira coisa que devemos saber a respeito da oração é que Deus deseja ter comunhão conosco e que não existem palavras certas ou regras para falar com Deus pela oração, ele não está interessado na forma de suas palavras, mais sim na honestidade e reverência do seu coração. Oração reflete de imediato permanecer por algum tempo em confissão, intercessão, súplica ou agradecimento, alimento para alma, deixando eu interior sempre adequadamente alimentado e fortalecido. Podemos conversar com Deus porque Ele ouve. A nossa voz é importante no céu, o Senhor leva a sério o que dizemos, pois quando uma pessoa entra na presença de Deus, toda a atenção é dedicada a ela.


"Nossas orações são fracas e pobres. Entretanto, o que importa não é que nossas orações sejam fortes, mas que Deus as ouça"  Karl Barth.
Mais revolução

30 de julho de 2013

AmorTECEdor

Por Heula Almeida

Você começa a ter certeza que é real aquela história de que “o amor de muitos esfriariam”, quando não consegue amar como antes,
quando não consegue externar paciência,
quando qualquer desafeto é intolerável,
quando o orgulho não o deixa abraçar,
quando já não valoriza os bons momentos,
quando deixa o amor passar,
quando deixa o egoísmo entrar,
quando a desculpa for justificada,
quando a verdade for trocada,
quando só sua cruz for pesada,
quando seu coração está bem,
quando já não sofre por alguém.
Quando, você percebe que não consegue aquecer o coração do mundo, quando se da conta que o seu coração congelou, quando vê que, o “muitos” inclui você.
Mais revolução

29 de julho de 2013

O amor do Pai

Por Gabriela Leonel

"Quando Israel era criança, eu já o amava e chamei o meu filho, que estava na terra do Egito. Porém, quanto mais eu o chamava, mais ele se afastava de mim. O meu povo ofereceu sacrifícios ao deus Baal e queimou incenso em honra dos ídolos. Mas fui eu que ensinei o meu povo a andar, eu os segurei nos meus braços, porém eles não sabiam que era eu que cuidava deles. Com laços de amor e carinho, eu os trouxe para perto de mim; eu os segurei nos braços como quem pega uma criança no colo. Eu me inclinei e lhes dei de comer."
Oséias 11:1-4

Deus de amor. É assim que eu defino o meu Deus. Deus misericordioso, amoroso, carinhoso e bondoso. Que apesar de tantas e vezes eu ter errado, eu ter cometido os mesmos erros, Ele ainda me disse: "Eu te amo e eu te perdoo." Eu não consigo imaginar como o povo que foi resgatado do Egito por esse Deus pode ter tido a coragem de se curvar diante de imagens, diante de outros deuses. Depois de Deus ter livrado eles de tanta coisa.

Mas é assim que a maioria das pessoas agem hoje em dia também. Apesar do Pai fazer tantas coisas por elas, de atender tantos pedidos, elas não agradecem a Ele, nem sequer dão bom dia a Deus.

Um Deus de amor como esse, que está de braços abertos todos os dias, me ensinando o que fazer, me ensinando o caminho certo a seguir, que fala eu te amo quando eu mais preciso, que me acalma nos dias tensos, que me anima quando estou desanimada, esse Deus é maravilhoso.

Só Ele me conhece por completo, e eu não quero parar de dar louvores a Ele.

Imaginar tantas pessoas que ainda não conhecem esse amor tão lindo e tão grande, me entristece.
Mas eu só quero louvar esse Pai que me me ensinou a andar, que me segurou nos braços com um pai segura seu filho. Pra sempre e sempre.

"Eu corro pra Ti Jesus,
E não importa o que aconteça,
confiarei na Tua palavra" 
Mais revolução